Menu

7 de nov de 2017

Eu gosto do vento daqui de cima | Poesia


Hey, vai devagar
Já passei do tudo ou nada
Diga-me alguma coisa
Não se trata de sim ou não
Eu não sei se estou agindo certo
Você não entenderia

Talvez eu esteja confortável demais aqui
Experimentando uma paz que jamais havia sentido
Eu não vou pular do penhasco
Eu gosto do vento daqui de cima
Pode não parecer certo
Mas isso me faz bem

Isso é um processo
E só estou deixando estar
Estou tentando me adaptar
Não vou avançar antes de estar certo
Não há paz nos extremos
Estou bem aqui em cima
Não queira me deixar pra baixo

A loucura é saborosa
Mas é muito solitária
A coisa flui positivamente
Quando ninguém me pressiona
Vou deixar minhas cicatrizes ao sol
Adoçar o amargor das lembranças
Eu já estive lá em baixo
Eu gosto do vento daqui de cima


Diogo Souza, 24 de julho de 2016. 
Aracaju-SE


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Autor

autorEstudante de jornalismo, escritor preguiçoso, poeta fracassado, ligeiramente otimista, irritantemente risonho e comicamente irritado.
Leia mais →



Home Ads

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *